No inverno, é maior a probabilidade de infarto em idosos

Com a chegada do inverno, pode ocorrer o aumento do risco de  um problema cardíaco, como um infarto, angina ou insuficiência cardíaca descompensada. Isso pode acontecer devido a vários fatores.

Um dos fatores é uma sobrecarga cardíaca. Para manter o corpo aquecido, o coração passa a “trabalhar” mais. Em idosos com problemas cardíacos, a exigência de um “trabalho extra” pode desencadear ou agravar uma cardiopatia.

Essa aceleração do metabolismo para evitar a perda de calor faz com que as paredes dos vasos sanguíneos se contraiam e o coração precisa fazer mais força para bombear o sangue. Esse esforço, por sua vez, pode levar a uma redução da irrigação sanguinea no músculo cardíaco. O músculo cardíaco sofre com a menor oferta de oxigênio e isso desencadeia dor no peito (a chamada angina), um possível indício de isquemia cardíaca, ou mesmo o próprio infarto.

Além disso, com o frio os idosos sentem menos sede e acabam ingerindo menos líquido  e podem desidratar. A desidratação pode agravar problemas cardíacos já existentes, na medida em que o fluxo sanguineo está reduzido.

A queda brusca da temperatura ou a mudança de um ambiente aquecido para um muito frio também podem ser perigosos. Ou seja, o choque térmico é outro fator que pode ser o estopim para desencadear algum evento cardíaco.

As doenças respiratórias, comuns nos meses mais frios, também aumentam o risco de desenvolver problemas cardíacos. O comprometimento de vias aéreas por quadros infecciosos exigem o aumento  da frequência cardíaca e consequentemente a sobrecarga do coração. Um quadro de pneumonia pode ocasionar sérias conseqüências para o idoso cardiopata.

O organismo,  para reagir contra os agentes infecciosos,  produz substâncias inflamatórias, que também agridem o  sistema cardiovascular, podendo culminar no infarto ou no AVC (acidente vascular cerebral).

Por essa razão, as campanhas de vacinação contra a gripe têm como alvo, não só evitar infecções respiratórias, mas também proteger pessoas, principalmente os idosos, de eventos cardiovasculares. Por isso a importância de se vacinar!

 

 

 

Projeto Cuidar

 

Geriatra

 

– Dra. Jacqueline Cássia de Castro

CRM-GO: 16783 RQE: 11979

Consultas e visitas domiciliares: (62) 3285-7921 / 4101-1004

Endereço: IGPR – Instituto Goiano de Pilates e Reabilitação – Rua 27, nº 300, Setor Marista – Goiânia – Goiás.

CEP: 74150-200

 

 

 

Redes Sociais:

Facebook

Instagram

G+

Twitter

Tumblr

Youtube

 

# Geriatria Goiânia # Geriatra Goiânia # Geriatria Goiás # Geriatra Goiás

Avalie esta postagem
Mostre mais

Dra. Jacqueline Cássia de Castro

Dra. Jacqueline Cássia de Castro é Médica Geriatra.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *