A importância da Geriatria na atualidade

Atenção com a saúde na terceira idade é fundamental diante da crescente expectativa de vida da população.

A geriatria é uma especialidade médica voltada para a prevenção, diagnóstico, tratamento clínico e reabilitação dos problemas relacionados ao envelhecimento.geriatra lida com a complexidade dos problemas médicos desta fase da vida e entre os principais objetivos estão a preservação e a recuperação da independência e da autonomia funcional das pessoas idosas, considerando os limites individuais. Uma vez que a expectativa de vida da população mundial e brasileira tem aumentado, é cada vez mais importante que os idosos, mesmo aqueles saudáveis, sejam acompanhados por estes especialistas, de modo a envelhecer com maior segurança, saúde e qualidade de vida.

O geriatra oferece especial atenção ao idoso frágil ou que está sob risco de fragilização, e que por isso deve ser visto de forma integral. A população idosa apresenta morbidades múltiplas e, muitas vezes, realiza tratamentos com vários especialistas e usa diversos medicamentos, não raro, impróprios para o paciente. O geriatra esta habilitado para gerenciar o cuidado ao paciente idoso frágil, ponderando intervenções e reconhecendo interações medicamentosas que levam ao prejuízo da qualidade de vida do paciente.

Apesar do enfoque maior nos pacientes fragilizados, o geriatra também acompanha o chamado “envelhecimento bem sucedido”. Este compreende idosos com alterações normais do envelhecimento ou aqueles com doenças crônicas estáveis e sem complicações. Nestes pacientes o foco é a preservação da funcionalidade e do envelhecimento saudável.

O encaminhamento do idoso para o geriatra não depende somente de uma faixa etária específica, visto que a idade cronológica nem sempre coincide com a biológica. Geralmente se indica o acompanhamento geriátrico a partir dos 60 anos. Mas, o mais importante é acompanhar doenças e situações clínicas próprias do envelhecimento, como os quadros demenciais, instabilidade postural com quedas de repetição, iatrogenias medicamentosas, incontinência urinária, etc.

Ademais, outra função do especialista é orientar a família na melhor maneira de lidar com seus entes mais idosos, promover junto ao paciente, bem-estar e qualidade de vida, valorizando também seu estado psicossocial e emocional.

Faltam profissionais 

Ainda que a geriatria seja um campo médico que vem crescendo bastante nos últimos anos, principalmente pelo aumento da expectativa de vida da população, o reconhecimento da geriatria pela população ainda esta longe do ideal. Falta divulgação da importância da geriatria e além disso, boa parte das instituições do segmento da saúde ainda não tem disciplinas específicas em Geriatria e Gerontologia.

Prestar um bom atendimento aos idosos não é responsabilidade exclusiva do geriatra e gerontólogo, mas de todos os médicos e profissionais de saúde. O médico clínico do futuro, especialista ou não, deverá prover melhores cuidados aos idosos, com o uso mais apropriado das ferramentas para diagnóstico e tratamento das doenças comuns a essa faixa etária.

Ao mesmo tempo, deverá reconhecer a grande variabilidade das condições de saúde, valores e desejos dos idosos e, por isso, a necessidade de uma formação completa. Com o envelhecimento da população, haverá cada vez mais pacientes com idade avançada em consultórios de praticamente todas as especialidades, e o profissional deverá compreender as diferenças entre envelhecimento normal e anormal, a apresentação atípica das doenças e síndromes geriátricas mais comuns, entre outras.

O idoso mesmo sendo acompanhado por outros especialistas sempre terá benefícios com o acompanhamento compartilhado com o geriatra.

SAIBA MAIS:

O que é Gerontologia?


Esse campo científico e profissional se dedica às questões multidimensionais do envelhecimento, tendo por objetivo a descrição e a explicação desse processo nos seus mais variados aspectos. A Gerontologia visa à prevenção e à intervenção a doenças e alterações próprias do envelhecimento, garantindo a melhor qualidade de vida possível dos idosos até a fase final de vida. Os profissionais da gerontologia têm formação diversificada,abrangendo psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, terapeutas ocupacionais,odontólogos e outros. Eles compõem uma equipe multiprofissional que junto ao geriatra oferece um acompanhamento integral ao idoso.

 

Dra. Eliza de Oliveira Borges

Geriatra 

CRM-GO: 14388
RQE: 9751

  • Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Goiás;
  • Residência em Clínica Médica pelo Hospital de Urgências de Goiânia ( HUGO);
  • Residência em Geriatria pelo Hospital de Urgências de Goiânia;
  • Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG);
  • Pós – graduação em Cuidados Paliativos pelo Instituto Pallium Latinoamérica / Medicina Paliativa, Buenos Aires- Argentina;
  • Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital  Alberto Rassi- HGG;
  • Integrante do Núcleo de Apoio ao Paciente Paliativo ( NAPP), Hospital Alberto Rassi- HGG.
  • Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia Seção Goiás (Gestão 2020 a 2023).

 

Projeto Cuidar

Clínica Viva

Consultas 

WhatsApp: (62) 98622-0066

Telefones: (62) 3413-3910(62) 98131-1961

 

 

Endereço

Clínica Viva

Endereço: Avenida Tocantins, N° 1311, Setor Aeroporto, Goiânia, Goiás.

(Em Frente ao Pronto Socorro Infantil)

5/5 - (9 votes)
Mostre mais

# Geriatria Goiânia

Redação do Geriatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Whatsapp
1
Agende sua consulta com a Dra. Eliza!
Agende consulta com a Dra. Eliza de Oliveira Borges!