Qual a diferença entre a senilidade e senescência no âmbito da Geriatria

Há diferença entre os termos senilidade e senescência, apesar de ambos serem relacionados ao envelhecimento. No entanto, são quadros com impactos diferentes sobre a saúde.

A senescência abrange todas as alterações que ocorrem no organismo humano no decorrer o tempo e que não configuram doenças. São, portanto, as alterações decorrentes de processos fisiológicos do envelhecimento. Entre os exemplos de senescência temos: o aparecimento de cabelos brancos ou a queda deles, a perda de flexibilidade da pele e o aparecimento de rugas, a redução da estatura e a perda de massa muscular etc. São fatores que não provocam o encurtamento da vida. A morte é um desfecho natural.

A senilidade, por sua vez,  é um complemento da senescência no fenômeno do envelhecimento. Sob o olhar da geriatria, a senilidade é definida como as condições que acometem o indivíduo no decorrer da vida devido a mecanismos fisiopatológicos. São alterações decorrentes de doenças crônicas ( hipertensão, diabetes, insuficiência renal e cardíaca, doença pulmonar crônica e outras), de interferências ambientais e de medicamentos e que podem  comprometer a funcionalidade e  a qualidade de vida das pessoas, mas não são comuns a todas elas em uma mesma faixa etária. Essas alterações não são normais do envelhecimento.

Por isso é importante que o idoso seja avaliado por um  geriatra para diferenciar  as condições de senescência e de senilidade. Por exemplo, alguns lapsos de memória são frequentes com o avanço da idade e são parte da senescência. No entanto, há alterações de memória que causam prejuízo funcional e que são características de doenças, como o Alzheimer, e nesse caso, configuram um quadro de senilidade.

Obviamente, todos gostariam de chegar à velhice com apenas  alterações de senescência. Desde o nascimento sofremos interferências ambientais e genéticas e ao longo da vida assumimos escolhas que vão interferir no processo de envelhecimento. Algumas orientações para um estilo de vida saudável  que podem impactar de forma positiva no envelhecimento:

:

-Nutrição adequada ao longo da vida;

-Atividade física regular;

-Relacionamento social presente, evitando o isolamento;

-Controle de doenças crônicas;

Esses fatores  ajudam a promover um envelhecimento saudável, prevenindo a senilidade e favorecendo a evolução natural da  senescência até o desfecho inevitável, que é a morte.

 

Projeto Cuidar
Geriatra

Dra. Jaqueline Souza Lacerda

CRM-GO: 18043 RQE: 12041

Consultas e visitas domiciliares: (62) 3086-1517

Endereço: Clínica Supere – Rua 13, nº 19, Setor Oeste – Goiânia – Goiás. CEP: 74120-060

Mostre mais

# Geriatria Goiânia

Redação do Geriatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Fechar
Botão Voltar ao topo