Depressão é normal na velhice?

É crescente o índice de depressão em idosos e existem vários motivos que podem explicar isso. Dentre eles, o sentimento de solidão, de inutilidade, a dificuldade de lidar com as limitações provenientes do envelhecimento, a presença de doenças crônicas e a necessidade de uso de várias medicações, a perda do companheiro (a), a aposentadoria e a percepção da finitude, do tempo que os aproxima da morte.

Importante também perceber que o idoso deprimido muitas vezes não expressa verbalmente que está triste e não chora, mas vai se tornando cada vez mais isolado e indiferente às pessoas do convívio e aos acontecimentos ao redor de si. Um dos aspectos principais é o sentimento de desesperança.

Por isso, se você conhece algum idoso ou convive com um que vem apresentando alterações de humor, agitação, insônia, dificuldade para expressar e verbalizar emoções ou, ao contrário, que apresente um discurso negativo de desesperança, procure ajuda de um profissional.

Infelizmente muitos pensam que a depressão é um aspecto “normal” da velhice, mas não é. Essa ideia deturpada adia ou dificulta o tratamento do idoso deprimido, podendo inclusive culminar com perda funcional, sérias complicações e morte.

 

 

Projeto Cuidar

Geriatra

Dra Eliza de Oliveira Borges

CRM-GO 14388 RQE: 9751

 

 

Agende sua consulta!

Contato: (62) 3218-5034

Endereço: Viva Bem – Rua 132, nº 159, Setor Sul – Goiânia – Goiás.

CEP: 74935-210

 

 

Sobre a Dra Eliza de Oliveira Borges

– Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Goiás;

– Residência em Clínica Médica pelo Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO);

– Residência em Geriatria pelo Hospital de Urgências de Goiânia;

– Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG);

– Pós-graduação em Cuidados Paliativos pelo Instituto PalliumLatinoamérica / Medicina Paliativa, Buenos Aires- Argentina;

– Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Integrante do Núcleo de Apoio ao Paciente Paliativo (NAPP), Hospital Alberto Rassi- HGG;

– Secretária Geral na Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia Seção Goiás.

Mostre mais

# Geriatria Goiânia

Redação do Geriatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar